Cenas de uma Hong Kong obscura e dramática

Ao contrário de muitos fotógrafos que retratam as belezas naturais e paisagens bonitas das cidades, Jonathan Van Smit resolveu mostrar a China obscura e dramática que poucos conhecem. Ele se aproxima de pessoas com histórias comoventes de abuso e abandono, capturando retratos em preto e branco, em meio a seu ambiente decadente. Com paredes desmoronando ao seu redor, cada um oferece uma narrativa visual que se traduz pelos arredores com os rostos carrancudos.

jonathanvansmit1

Van Smit diz que há inúmeras histórias de homens e mulheres e que cada um tem seus demônios e retrocessos infelizes; “Hong Kong é o céu ou o inferno, dependendo de quem você perguntar”. Seu portfólio se concentra principalmente no lado mais escuro da cidade, mostrando as cenas mais escondidas.

jonathanvansmit2

Ele está se deparar com usuários de drogas solitários utilizando drogas injetáveis, prostitutas procurando seu próximo cliente, e aqueles que foram essencialmente reduzidos a viver em recintos confinantes chamados de “gaiola de pessoas”, a quem o fotógrafo descreve como pessoas que são “apenas capazes de fazer face às despesas e acabam mendigando nas ruas movimentadas ou vivendo da assistência social escassa, quando conseguem”.

jonathanvansmit3

jonathanvansmit4

jonathanvansmit5

jonathanvansmit6

jonathanvansmit7

jonathanvansmit8

jonathanvansmit9

jonathanvansmit10

Via My Modern Met

Share