Sebastião Salgado atua na recuperação do Rio Doce desde 1998

Nascido em Aimorés: cidade de Minas Gerais que também foi afetada pela catástrofe no Rio Doce, o fotógrafo Sebastião Salgado é envolvido em trabalhos de recuperação ambiental na região desde 1998.

Segundo Salgado, há cerca de 377 mil nascentes do Rio Doce. Para ele, é necessário recuperar pelo menos 300 mil delas. Os custos variam entre R$12 mil a R$15 mil por propriedade rural.

O fotógrafo entregou uma proposta de recuperação do Vale do Rio Doce à presidente Dilma Rousseff após o ocorrido nas últimas semanas. Salgado afirma que há projetos já aprovados pelo BNDES, mas que encontram-se parados por conta da restrição orçamentária que há no país.

Salgado

Sebastião Salgado no Rio, em 2013 | Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP

Fonte: Exame

Share

Designer gráfico autônomo e fundador do INSPI - Natural de Curitiba, PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.