Conheça “Abençoada”, a fonte criada para ajudar a realizar um sonho

Primeira ação do projeto Pintores de Letras, a fonte Abençoada terá a verba de sua venda destinada a compra de tintas e materiais para personagem folclórico de Içara/SC.

Em uma tenda cheia de cores e mensagens de amor, lá está ele. Com um sorriso no rosto e uma boa dose de palavras de fé, Ramos Martins, o Irmão Ramos, recebe com carinho todos aqueles que passam por sua tenda no bairro Esplanada, em Içara (SC). As mensagens de amor e paz que decoram o lugar são frutos da fé inabalável que Irmão Ramos diz ter se fortalecido por causa das dificuldades da vida. “Nós consideramos o Irmão Ramos uma versão catarinense do Profeta Gentileza”, explica Rafael Hoffmann, um dos idealizadores projeto Pintores de Letras, que trabalha com o registro e preservação da cultura gráfica catarinense através do trabalho desses pintores.

Foi inspirada nas letras que dão vida às mensagens de amor pintadas letra à letra pelo Irmão Ramos que surgiu a fonte Abençoada. Composta por cerca de 80 caracteres em caixa-alta, tendo algumas variações em determinados caracteres, a fonte é uma tentativa do projeto de levantar verba para colaborar com o trabalho do artista. “A venda da fonte Abençoada é uma forma de contribuir com os sonhos do Irmão Ramos de fazer melhorias em sua tenda e possibilitar às crianças de Içara e região um local de lazer, paz e união”, explica Nicole Castro, a outra metade do Pintores de Letras.

Todo o dinheiro da venda da fonte será destinado a compra de materiais e tintas para que o Irmão Ramos possa continuar seu trabalho.

Para conhecer melhor a história do Irmão Ramos e a fonte, é só acessar: www.pintoresdeletras.com.br/abencoada.

O desenvolvimento da fonte Abençoada faz parte das ações de preservação e registro dos letreiramentos vernaculares do sul de Santa Catarina do projeto Pintores de Letras. O projeto procura resgatar e valorizar o ofício dos pintores de fachadas, muros, faixas e cartazes, tirando-os do anonimato e trazendo-os não apenas para o mercado, mas para o discurso formal da comunicação, publicidade e design. O projeto busca também a valorização e o fortalecimento de elementos culturais e da memória gráfica popular catarinense.

Share

Designer gráfico, músico e fundador do INSPI. De Curitiba para o mundo!

Comentários no Facebook