As melhores faculdades para cursar Design Gráfico no Brasil

Jovens estudantes terminando o ensino médio e profissionais que desejam mudar de área para explorar mais o seu potencial criativo podem estar ponderando sobre a opção “Design Gráfico”. Mesmo que a área ainda enfrente desafios relativos à regularização da profissão, quem tem atração por ela e deseja trabalhar criando material visual para publicações e campanhas publicitárias, poderá se dedicar e conquistar sucesso e realização.

Antes de mais nada, o primeiro passo é fazer uma escolha bem-informada. Tomar esta decisão com clareza exige conhecer as características deste profissional e verificar se realmente existe um encaixe do seu perfil nesta rotina de trabalho em específico. Outro ponto é possuir uma boa noção do cenário geral, incluindo os cursos e universidades do país que se destacam por oferecer as melhores formações e como ter acesso a eles (falaremos mais na segunda parte deste artigo).

Primeiramente, portanto,  ao imaginar sua rotina de trabalho como designer gráfico no futuro é preciso desmistificar a ideia de passar horas usando apenas a imaginação fértil e simplesmente criar. Executar esta função envolve pesquisar muito e, com o tempo, desenvolver um excelente repertório para ser capaz de reconhecer e utilizar referências. A interpretação, o estudo e a reflexão em torno do tema abordado naquela publicação ou peça publicitária também será fundamental.

Outra característica interessante deste profissional que nem todos se dão conta antes de escolher este caminho é o fato de que nem sempre (em alguns lugares, quase nunca!), ele trabalhará sozinho. O relacionamento com outros profissionais como redatores, revisores e ilustradores será constante e é preciso desenvoltura para manter bons contatos e conhecer o mínimo sobre estas áreas correlatas.

O profissional designer poderá trabalhar em diversos lugares, não apenas em escritórios e agências publicitárias, como imaginado frequentemente. Também estão nesta lista as ONG, editoras de livros, as produtoras, os sites de internet ou até a própria casa. Esta última é para o caso de escolher seguir como profissional autônomo e atender todo e qualquer tipo de cliente que precise de um material visual.

É claro que o domínio dos principais programas e ferramentas é obrigatório. Muito menos óbvio é ter em mente que é preciso ver muitos filmes, ler livros, revistas, notícias… Estar constantemente se alimentando de cultura e conhecimentos gerais. Esta é a atividade-mãe do rico repertório que irá refletir na qualidade do seu trabalho e, consequentemente, da sua carreira como designer.

Créditos: Bloomicon / Shutterstock

Busque a melhor formação em Design Gráfico

Já vimos que atingir sucesso seguindo a rotina detalhada na primeira parte deste artigo vai além de ser criativo e ter um dom natural para artes visuais. A graduação na área tampouco deve se limitar ao ensino de técnicas. Por isso, um bom curso de Design Gráfico realiza a oferta de temas mais variados e aprofundados, como por exemplo história da arte, história do design, cinema, linguagem visual e fotografia.

Já sobre as instituições, entrar em uma universidade de Design Gráfico que seja pública será uma necessidade para muitos estudantes, sem contar que em diversos estados do país são justamente estes os locais que oferecerem os cursos de maior qualidade. Para estes casos, as inscrições em programas como o SISU (um sistema criado pelo Ministério de Educação) levam à conquista de vagas a muitos estudantes que fazem o Enem e atingem um bom desempenho.

É de grande interesse do futuro estudante de Design conhecer todas as informações sobre o SISU, ou Sistema de Seleção Unificado, considerando que trata-se do maior e principal processo seletivo para concessão de vagas em instituições públicas de ensino superior que temos. Já para a conquista de bolsas em universidades particulares, os estudantes devem se informar a respeito do sistema Prouni e ficar atentos às inscrições.

Na lista abaixo, reúnem-se as universidades públicas e privadas que oferecem o melhor preparo para Design Gráfico do país. Entre elas, estão as principais reconhecidas pelo MEC e todas as avaliadas com destaque no “Ranking Universitário Folha” para quem busca este curso em especial:

Públicas:

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);

Universidade de São Paulo (USP);

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ);

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP);

Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Privadas:

Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM);

Universidade Anhembi Morumbi (UAM);

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio);

Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS);

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo (FEBASP).

Estas são algumas das informações-chave para que você faça uma escolha um pouco mais consciente para sua carreira. O curso de Design Gráfico é um ótimo caminho a seguir e por meio dos programas citados anteriormente ficam ainda mais acessíveis as vagas nas instituições que oferecem uma formação de qualidade superior. Recomenda mais alguma excelente opção de curso de Design ofertado em universidades? Conte pra gente nos comentários.

Créditos – Capa: Wavebreakmedia / Shutterstock

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.