Ilustrador recria fotografia com 3 milhões de pontos

O artista e designer americano Miguel Endara desenhou uma foto nada convencional de seu pai usando apenas o processo de pontilhismo. O resultado é impressionante pois a imagem é tão realista que, se vista de longe, parece uma fotografia, mas se observada de perto, impressiona pela quantidade de pontos usados no processo.

Miguel usou nada menos que 3,2 milhões de pontos de caneta Nankin para fazer essa curiosa homenagem ao seu pai. A obra foi intitulada “Hero”.

Ao som de Simon Green, confira o processo completo no vídeo abaixo:

Share