19 October, 2019

Centenário da Bauhaus movimenta a Alemanha em 2019

Fundada no ano de 1919, na Alemanha pelo arquiteto Walter Gropius, a Bauhaus foi uma das mais importantes escolas de design, artes e arquitetura do mundo, além de ser a primeira escola de design da história. Seu estilo de vanguarda é conhecido em todo o planeta e representa um marco para o design modernista, além de ter se tornado uma dos mais influentes patrimônios da Alemanha.

Prédio da Bauhaus projetado por Walter Gropius em Dessau.
Créditos: Claudio Divizia / Shutterstock

A escola seguia a máxima de que a “forma segue a função”, propondo o desenvolvimento de produtos simples e funcionais, com um design democrático que vinha para revolucionar o período pós-guerra. O resultado foi visto em prédios, móveis, utensílios domésticos, tapeçarias, design gráfico e muito mais.

As atividades da Bauhaus se iniciaram na República de Weimar, mudando-se para a cidade de Dessau em 1925. Porém, devido a conflitos políticos que aconteciam no país na época, uma nova mudança ocorreu em 1932 para a capital Berlim. Um ano depois, em 1933, a Bauhaus foi fechada pelo governo nazista, que já vinha perseguindo a instituição por não seguir sua orientação política. Além disso, o modernismo não era visto por eles com bons olhos, já que os nazistas consideravam como um movimento antigermânico.

Contudo, os artistas exilados se espalharam por diversos lugares do mundo como Brasil, Estados Unidos e Israel, levando os ensinamentos e técnicas da Bauhaus para outros lugares e influenciando o design e a arquitetura mundial até os dias de hoje.

Cadeira Wassily, criada em 1925 pelo designer Marcel Breuer. Um dos produtos mais icônicos da Bauhaus na área de móveis.

Em 2019, completam-se 100 anos desde a fundação da instituição e para comemorar, a Alemanha conta com uma agenda robusta de eventos que envolvem exposições, workshops, experiências diversas e até a inauguração de dois novos museus nas cidades de Weimar e Dessau.

Museu Bauhaus Weimar vai ser inaugurado no dia 6 de abril de 2019 e abriga a maior coleção de objetos da escola. É um projeto da arquiteta alemã Heike Hanada. O teaser abaixo mostra os objetos que fazem parte do acervo, incluindo principalmente móveis e utensílios domésticos desenvolvidos pelos designers de produto da época.

Fachada do Museu Bauhaus Weimar – Projeto da arquiteta Heike Hanada e do laboratório de arte e arquitetura da Bauhaus.

Já o Museu Bauhaus Dessau chega um pouco depois, no dia 8 de setembro. A coleção do museu de Dessau foca na parte de aprendizados e processos trabalhados durante a permanência da escola na cidade, durante a década de 1920.

O prédio é um projeto do estúdio catalão de arquitetura González Hinz Zabala e foi selecionado entre 831 inscrições. Está localizado no parque da cidade, no centro de Dessau e é um dos grandes destaques do centenário Bauhausiano.

Fachada do Museu Bauhaus Dessau – Projeto do estúdio González Hinz Zabala

Para saber mais sobre a programação do centenário da Bauhaus, acesse o site www.bauhaus100.de.

Share

Comentários: