Como o perfeccionismo pode roubar a sua produtividade

Quem nunca citou em uma entrevista de emprego que uma de suas qualidades é ser perfeccionista que atire a primeira pedra, mas a verdade é que o perfeccionismo pode afetar a sua produtividade e não é mais considerado uma qualidade para boa parte do mercado de trabalho. 

Tipos de perfeccionismo

Existem diferentes tipos de perfeccionismo e diferentes razões para as pessoas agirem dessa forma. Saiba mais a seguir.

Perfeccionismo auto-orientado: quando as pessoas são altamente críticas sobre si mesmas.

Perfeccionismo orientado para os outros: quando as pessoas são altamente críticas em relação às outras.

Perfeccionismo socialmente estabelecido: quando as pessoas acham que os outros esperam que elas sejam perfeitas. Por isso, se pressionam para serem perfeitas a fim de atender a essas expectativas.

Ambientes de trabalho competitivos, orgulho, traço de personalidade, medo de falhar, são algumas das razões que fazem as pessoas se tornarem perfeccionistas, mas o que todos esses profissionais têm em comum são os altos níveis de estresse e ansiedade no trabalho que prejudicam e muito a sua produtividade.

A produtividade de um perfeccionista 

Uma pesquisa realizada pelas escolas de negócios da Universidade da Flórida, do Instituto de Tecnologia da Geórgia e da Universidade de Miami comparou os resultados de 95 pesquisas sobre o tema, que envolveram quase 25 mil profissionais, desde 1985 e chegou à conclusão de que o perfeccionismo provavelmente não é algo construtivo para o trabalho, pois afeta a produtividade e a capacidade de adaptação.

O perfeccionismo e a produtividade não andam de mãos dadas, visto que alcançar padrões impossíveis torna inviável fazer ou concluir qualquer tarefa. Você vai achar que nunca está bom o suficiente e acaba passando mais horas que o necessário em apenas um dever.

Quem sofre com isso também sente dificuldade em iniciar um trabalho, pois sabe que vai sofrer durante a execução e com o resultado, então costuma ficar paralisado e procrastinando o máximo até iniciar algo. A produtividade não está ligada apenas a quantidade de trabalho, mas também a qualidade, se suas expectativas são muito altas a sua probabilidade de não conseguir fazer o seu melhor por conta disso é grande. Os perfeccionistas têm dificuldade em assumir riscos e inovar, um grande problema para quem atua na área criativa, já que nessa área a criatividade e a inovação são peças-chave para um bom trabalho.

Se você se considera uma pessoa perfeccionista, o melhor a fazer é tentar se libertar da perfeição. Tente algo novo, defina limites de tempo para seus projetos, seja menos rígido consigo mesmo e com os outros. Aos poucos essa característica vai dando lugar a novas oportunidades, mas lembre-se que ela não desaparecerá completamente. 

Fonte: Você S/A, Trello
Fotos: Jeremy Thomas e Anna Shvets

Share