Conheça os incríveis vídeos em stop-motion de Kevin Parry

stop motion Kevin Parry

Sabe quando você assiste a algo e pensa “como isso foi feito? É incrível!”? Com certeza essa será sua reação ao ver os vídeos de Kevin Parry, um animador que desafia os softwares de edição e cria conteúdos surreais, capazes de surpreender qualquer um. Vem saber mais!

Kevin Parry se formou em animação pelo Sheridan College de Toronto e assumiu alguns projetos freelancers antes de conseguir o cargo de animador na LAIKA, um estúdio norte-americano de animação stop-motion, conhecido por seus longas-metragens Coraline, ParaNorman,The Boxtrolls e Kubo and the Two Strings. Após 5 anos de trabalho na LAIKA, Kevin decidiu retornar a Toronto e começar por conta própria, conquistando marcas famosas com seu trabalho, além de aumentar seu número de fãs nas redes sociais e no YouTube.

Processo criativo     

Você pode não acreditar, mas o animador se inspira em Charlie Chaplin e Buster Keaton, segundo ele “é incrível como esses caras podiam fazer as pessoas rirem com tão poucos acessórios, dependendo muito de sua linguagem corporal e expressões faciais. Eu tiro muita inspiração desse período, enquanto experimento técnicas novas e diferentes”.

O animador recorre a técnicas tradicionais de animação: desenhar à mão para criar seus vídeos. Porque se trata de saber exatamente para onde as pessoas estão olhando, manter sua atenção e ser capaz de fazer um objeto parecer outra coisa por meio do movimento. Os truques feitos por Parry não têm elementos 3D nem qualquer coisa gerada por computador, para fazer um objeto flutuar, por exemplo, ele coloca-o em uma linha de pesca para movê-lo sozinho. Dessa forma o objeto se move de maneira imperfeita e é mais convincente.

Depois de captar as imagens o animador começa o trabalho digital, enviando as fotos e vídeos para o Adobe After Effects. A partir disso, ele faz seu trabalho de mascaramento e camadas animadas, que pode resultar em centenas de camadas sem nome. Ele automatiza o máximo que pode usando as ferramentas Roto Brush e Mocha no After Effects, acelerando o processo que antes era manual, de mover pontos mascarados em centenas de quadros, um por um.

Depois de terminar toda a edição no After Effects, ele exporta um arquivo para o Adobe Premiere Pro para trabalhar a parte de áudio e exportar o vídeo concluído.

A dica que Kevin deixa para quem quer aprender a animar como ele, é colocar a mão na massa: “você pode sentar e aprender um milhão de coisas e tentar fazer um vídeo perfeito, ou você pode apenas fazer 100 coisas e melhorar conforme avança”.

Fonte: Adobe blog

Maria Tosin é graduada em Relações Públicas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e especialista em Mídias Digitais pela Universidade Positivo. É criadora do blog pippoca.com, atuou como pesquisadora na área de artes e mídias digitais, também atuou em agências de publicidade. É uma entusiasta da criatividade e de tudo que envolve o processo criativo.